#BrasilEmMovimento com Lucas Babesco

Postado em 17 de julho de 2013

 

Lucas Babesco é o novo assessor da coluna. Está cursando o quarto semestre de jornalismo. Autodidata toca violão, piano, bateria, baixo, porém seu forte é o violão e o piano. Foi vocalista da Banda Mist nos últimos dois anos, que toca groove rock, mas a mesma se desfez recentemente. Sempre quis ser lembrado, independente da área em que fosse atuar. Tinha vontade de ser reconhecido por sua atuação. Quando terminou o Ensino Médio, teve muita dúvida sobre o curso que faria, mas com o conselho dos pais e de algumas pessoas, descobriu que jornalismo estaria ligado às suas habilidades.

 

Apesar de estar gostando do jornalismo impresso pretende atuar também em outras áreas. Lucas acha que as manifestações foram uma das melhores coisas que aconteceram nas últimas décadas em nosso País, pois o caráter do povo brasileiro não condiz com esta nação maravilhosa. E por mais que soubéssemos que muitas situações eram vergonhosas, todos se acomodaram. Acredita que agora que começaremos a mudar, as medidas devem ser extremas. Mas as manifestações não vão resolver tudo. Educação é a solução para todos os problemas e teremos que lutar por isso. Usar o poder do voto para colocar representantes que trabalhem por isso. Ele não foi para as ruas porque teria de trabalhar e estudar no dia seguinte, mas diz que a atuação da ala jovem foi essencial para o desenvolvimento. Esta ala tem se mostrado evoluída, determinada, motivada e pronta para mudar. Como exemplo, ao assistir a final da Copa das Confederações da Fifa teve esta certeza ao ver uma seleção brasileira com jogadores jovens mostrando determinação e dando seu melhor, e ao cantarem o Hino Nacional de uma maneira única, se emocionou.

 

Ele não vê diferença para os que atuam em outras áreas e imagina que com tudo o que vem acontecendo provaremos que estamos prontos para mudar nosso País e afirma que o Brasil sempre teve futuro, mas que o povo brasileiro precisa de Educação e de Deus, só assim teremos um futuro melhor. Quando questionado sobre a nota que daria para quem troca seu voto por uma cesta básica disse o seguinte: “Quem troca seu voto não merece apuração, seu julgamento já é a burrice.”

 

Fotos: Eduardo Romano

 

 

 

 

 

 

 

 

.

Algum comentário?
26/10/2020 03:18:50