Tag Archive

2013 agenda amor aniversário beleza brasil carnaval casal cinema colunista concurso crianças cultura decoração ensaio entrevista especial evento famosos festa filme fotos gastronomia globo lançamento livro miss Moda mogi música namorados natal noite oscar peça premio primavera revista saúde show spfw suzano são paulo teatro verão

Entrevista | Laécio Cordeiro conta compartilha a história de sucesso do grupo Casa & Art

Seu sonho era ser jogador de futebol, porém orgulha-se em ser vendedor e um dos donos do Grupo Casa & Art que hoje somam nove lojas no Alto Tietê, no ramo moveleiro, oferecendo qualidade no atendimento e execução dos serviços.

Qual era o seu sonho de criança?
Laécio Cordeiro – Meu sonho de criança sempre foi ser jogador de futebol.

 

Acreditava que seria um empresário bem sucedido?

Laécio – Empresário não digo, mas sempre tive a convicção que seria uma pessoa bem sucedida.

 

Qual foi seu maior desafio?

Laécio – Passar por cima da falta de confiança e fé das pessoas que não acreditavam em mim.

 

Trabalhou no ramo antes de ser empresário. Não gostou de ser empregado?

Laécio – Trabalho no ramo moveleiro há 20 anos. Se gostei? Claro que sim, pois devo muito do meu aprendizado aos meus antigos patrões e amigos que trabalharam junto comigo. Quando me perguntam a minha profissão falo com orgulho que sou vendedor, pois adoro o que faço.

 

Como surgiu a parceria entre você, o Fernando Pena e o Marcelo Maciel?

Laécio – Trabalhávamos juntos e nos juntamos para ter o nosso próprio negócio, com a visão de ter uma loja com conceito diferenciado, principalmente voltado a prestação de serviço, pois os clientes são o maior patrimônio do Grupo Casa & Art.

 

A que se deve o crescimento do Grupo Casa & Art?

Laécio – O respeito aos nossos clientes e a convicção de que sozinhos não somos nada, mas com a parceria dos nossos colaboradores podemos ir muito além, pois não temos funcionários, temos parceiros.

 

A letra “R” do “Art” é da sua esposa, Rose. O que ela representa nisso tudo?

Laécio – Na Bíblia diz “que a mulher sábia edifica o lar”. Agradeço a Deus pela grande mulher que Ele colocou ao meu lado, que além de ser muito importante na empresa é a coluna da minha vida.

 

Qual o diferencial das lojas do Grupo Casa & Art?

Laécio – São os colaboradores. Hoje a Casa & Art não trabalha com nenhum profissional terceirizado, seja vendedor, entregador, montador, administrativo, limpeza, etc. Todos são registrados e com isso podemos proporcionar uma melhor prestação de serviço para nossos clientes.

 

Qual a maior dificuldade encontrada nos dias atuais neste ramo de móveis planejados?

Laécio – Mão-de-obra qualificada para poder ter uma boa prestação de serviço e um bom pós-venda. Preocupados com isso, fizemos um auditório em Suzano (em cima da Idélli) para desenvolver e treinar nossos profissionais.

 

Fotos: Eduardo Romano

 

.

Três principais tendências de decoração

Metal, paredes estampadas e verde estão em alta no universo da decoração e não exigem grandes investimento. Não perca tempo, e dê uma revitalizada através destas dicas:

 

Verde: O esmeralda foi eleito a cor de 2013 pela Pantone, mas todos os tons de verde têm aparecido com força na decoração, desde o cítrico até o militar. Usar no revestimento dos móveis é uma forma segura de apostar na tendência – se você enjoar, basta trocar. Mas se você amar a cor, não hesite em pintar as paredes e deixar a casa inteira na moda.

 

 

Metal: O brilho dos tons metalizados voltou junto com a moda dos anos 70 e permanece forte na decoração. Ele pode aparecer em acessórios, como vasos e potes, e em móveis, como banquetas. Quem é fã da tendência pode apostar em elementos maiores, como uma mesa ou até a escada.

 

 

 

Paredes Estampadas: A tendência não é nova e deve continuar com força total neste ano. São muitas as opções para personalizar as paredes: tecidos, adesivos, grafite, papéis de parede e azulejos. É uma boa solução para aproveitar peças que sobraram de diferentes reformas. Você não precisa usar no ambiente inteiro – basta um pequeno painel. Quanto aos desenhos, valem patchworks, padrões geométricos, estampas florais e muito mais. O importante é caprichar.

 

 

Fonte: Casa e Jardim

 

 

.

Denise Barretto dá dicas de iluminação para ambientes internos

A arquiteta Denise Barretto – profissional que atua há mais de 20 anos na área em projetos residenciais, corporativos e comerciais dentro de uma linha original e contemporânea –, apresenta diferentes maneiras de iluminar ambientes internos durante a 4ª edição da mostra Artefacto Beach & Country, com exposição do projeto Family Room de Campo. A mostra teve início em novembro desse ano, e possui duração aproximada de 11 meses.

 

 

O Family Room de Campo conta, além de abajures da própria Artefacto, que criam um efeito relaxante de luz indireta, com luminárias embutidas no forro de gesso e pendentes bossa. Este último, ganhador de importantes prêmios do mundo, como o IF Gold Awards e o Red dor Best of the Best, e assinado pelo designer Fernando Prado, conhecido por desenvolver peças que proporcionam interação com o usuário.
 

 

As luminárias embutidas no forro de modelo NO FRAME, da Lumini, foram a solução para o alcance de um acabamento limpo, sem elementos sobrepostos, pois a principal característica desses produtos é a fixação sem moldura. “Desta forma, a fonte de luz ficou oculta, e vemos somente a claridade nascendo do forro.” destaca a arquiteta.
Denise Barretto recomenda a utilização de luz embutida sempre que houver forro em gesso, ou outro material que permita corte, afastado da laje, e com a finalidade de criar um efeito de iluminação de cima para baixo.

 


 

Os pendentes bossa, em formato mini, também da Lumini, são luminárias que permitem obter fachos de luz em direções diferentes, tanto para cima quanto para baixo, indicadas para ambientes em que há necessidade de iluminação alternada, além da possibilidade de equilibrar a abertura para os dois cursos e obter um resultado difuso. A arquiteta optou por esse produto com o intuito de criar um interesse visual forte na região de instalação, e equilibrar a luz entre as duas laterais do sofá, pois a outra já é iluminada por um dos abajures da Artefacto.

 


 

Denise ressalta que a temperatura da luz defini sua cor, e interfere definitivamente no clima do espaço. Para um ambiente mais quente e aconchegante, o mais recomendado é uma iluminação amarelada, ou seja, de temperatura mais baixa – opção da arquiteta para o Family Room de Campo, com lâmpadas de 3000k, que aliado ao revestimento utilizado nas paredes e no forro, obteve um resultado extremamente confortável.

Outra dica importante é elaborar o projeto de iluminação junto com o layout do ambiente, pois estão intimamente ligados.

 

 

Fotos: Divulgação.

 

 

.

Carlos Rossi aposta em tecnologia e design na Casa Office 2012

O arquiteto Carlos Rossi assina o espaço CR Concept na Casa Office 2012, que acontece de 26 de novembro a 07 de dezembro, no Cidade Jardim Corporate Center, em São Paulo.

 

Concebido em menos de um mês, o projeto inovador sugere um conceito de espaço de trabalho diferenciado e exclusivo. “Minha intenção foi minimizar a sensação fria e impessoal tão característica nos espaços empresariais, usei acabamentos e mobiliários especiais para oferecer uma ambientação acolhedora que prioriza a valorização da dimensão social e corporativa nas empresas”, explica Carlos Rossi.

 

Carlos Rossi valeu-se da última palavra em tecnologia em vidros inteligentes, da Intelligglass, que acabam de chegar ao Brasil. Imagine uma visão ampla e sem limites e com apenas um toque, fecha-se num piscar de olhos e traz total privacidade. Um vidro inteligente permite isso em menos de um décimo de segundo e também pode ser  aproveitado como projetor.

 

 

 

O grafiteiro Eduardo Kobra produziu um painel inspirado na cidade de São Paulo e aliado as paredes verdes da Wallpaper e ao paisagismo com plantas naturais e desidratadas  da Svetlana, fazem parte do conceito de paisagem acolhedora e reflete uma filosofia de trabalho prazerosa e produtiva.

 

A cartela de cores permeia por tons naturais, pontuados de inserções vibrantes, ressaltam os ambientes em exposição. A iluminação de baixo custo da La Lampe constitui um universo cenográfico, faz do espaço de trabalho a recepção perfeita para as visitas na empresa. Com este projeto Carlos Rossi, espera mostrar uma nova maneira de aliar trabalho ao conforto e sustentabilidade.

 

 

 

Fotos: Divulgação