Elton Moraes de Souza – Um hobby que pode virar profissão

Postado em 24 de janeiro de 2021

 

Ele precisou ter o celular furtado com todas as fotos da filha para então realizar o sonho de comprar um equipamento e fotografar o aniversário de sete anos dela.  Em meio à pandemia despertava o desejo de fotografar pessoas, paisagens e eternizar momentos. Sem nunca ter feito um curso de fotografia Elton Moraes de Souza se reinventou e se sente mais feliz.

 

 

Como a fotografia entrou na sua vida?

Elton Moraes de Souza – Tive meu celular furtado com 1500 fotos da minha filha Gabriela (a Bibí), desde recém-nascida. Foi muito triste. Depois disso passei a publicar as fotos no Facebook e Instagram. Eu comecei a me interessar por fotos por isso, por fotografar a minha filha.

 

E os cachorros?

Elton Moraes de Souza – Os cachorros vieram depois, só em 2018. Um American Bully (Brutus – macho) e uma Bull Terrier (Pipoca – fêmea). Os dois tem Instagram. O Brutus é mansinho. A Pipoca é territorialista.

 

Bibí – @gabriela_moraesdesouza

 

 

Quando veio a câmera fotográfica?

Elton Moraes de Souza – A câmera foi só uma consequência da necessidade de tirar uma foto bonita e o celular já não me dava esse recurso. E também eu sempre quis fazer uma festa de aniversário bonita para a minha filha e não tinha condições. No ano passado em meio à pandemia eu resolvi fazer uma festa para comemorar os sete anos da minha filha para poucas pessoas e queria registrar isso da melhor maneira. Contratei decoração e fiz tudo que nunca tinha conseguido fazer e para contratar um bom profissional para registrar eu não teria condições e também eu queria fazer as fotos da minha filha porque eu gosto de fotos. Em conversa com um amigo – que me ajudou muito – acabei comprando a minha primeira câmera fotográfica acreditando que isso iria mudar minha vida.

 

Você começou fotografando o cotidiano, paisagens e pessoas pelas ruas. Fale um pouco sobre isso.

Elton Moraes de Souza – Eu saia para fazer um “rolê” aleatório. Ia para São Paulo, na Avenida Paulista, no Vale do Anhangabaú e eu abordava algumas pessoas e pedia para fotografar. Explicava que estava iniciando, que era um hobby. Algumas se interessavam e enviava a foto por WhatsApp.

 

 

Jake Silva – 21 anos de Mauá – @jakesilvab – Bertioga – SP.

 

 

E como surgiu a oportunidade de fotografar as blogueiras?

Elton Moraes de Souza – Eu gosto muito do Instagram. Quando eu via uma foto ruim de uma pessoa, pedia para ela me enviar e tentar melhorar editando. Sempre curto fotos bonitas. Percebia que quem tinha mais condições conseguia fazer uma foto mais produzida e pessoas com menos, não. Pensando nessas pessoas que também me interessei em fotografar. Então decidi convidar uma blogueira para fotografar, já que elas postam muitas fotos diariamente. Depois veio outra e outra. Eu acredito que ainda vou ganhar dinheiro com isso (risos).

 

Você é autodidata. Pretende estudar?

Elton Moraes de Souza – Tenho vontade. Quero fazer um curso de fotografia, comprar mais equipamentos e são muito caros. Como disse tudo é muito novo e esse universo é muito grande. Tudo vai depender da demanda e do interesse das pessoas. Eu encontrei nisso um prazer na minha vida que pode vir a ser uma profissão.

 

 

 

Stefany Coura – @stecoura_ – Local: Fábrica de Sal – Ribeirão Pires – SP.

 

 

Você pretende seguir carreira como fotógrafo?

Elton Moraes de Souza – É tudo muito recente. Surgiu no meio da pandemia. Eu estava com a mão direita quebrada e fiquei três meses afastado da empresa. Sou técnico de manutenção elétrica industrial em uma multinacional chilena e trabalho nessa área há quase 20 anos.

 

E sua profissão? Onde entra nisso tudo?

Elton Moraes de Souza – Meu pai me colocou no Senai quando eu tinha 16 anos no curso de elétrica. Depois fui cursar Tecnologia em Automação Industrial e minha vida tem sido isso. Tudo que aprendi devo ao Senai e depois fui aprendendo mais no dia a dia profissional.

 

 

Instagram

 

Elton Moraes de Souza

@eltonmoraesdesouza

 

 

Algum comentário?
17/04/2021 03:05:17